Como fazer anotações e resumos?

08 de novembro, 2019
2
0

Fazer anotações e resumos é parte importante do estudo. O problema é que muitos têm dificuldade nesses dois pontos e, por vezes, acabam por não os fazer. Mas, reflita sobre isso: ao invés de ler um material completo mais de uma vez ou ter que repassar mentalmente uma aula, não seria muito mais fácil passar por anotações e ler resumos? Como todos os pontos de estudo, anotar e resumir são hábitos, e hábitos precisam ser exercitados. Nada vira um hábito do dia para a noite, a não ser que consigamos persistir naquilo. Mas, um grande questionamento: o que anotar?

Anotações

Começamos entendendo que não há regras universais para anotar. Cada um tem seu estilo, mas existem técnicas que podem auxiliá-lo nessa questão. Porém, pode ser muito perigoso sair de mãos abanando de uma aula com a percepção de que tudo fora entendido. Há um excelente livro de uma autora chamada Virginia Voeks, intitulado On becoming an educated person, que nos orienta no que diz respeito ao que anotar na aula.

Fazer suas próprias anotações pode ser melhor do que utilizar textos originais dos livros. Aqui, trazemos alguns conselhos de como e o que anotar:

Anote ideias que parecem estranhas ou que contrariam sua opinião. Elas podem ajudar você a refletir sobre o assunto em um momento posterior. Mas, lembre-se: não discorde sem antes entender completamente os argumentos apresentados.

Anote pontos aos quais você percebe que precisa retornar durante qualquer leitura. Seja para entender, seja para explorar novas ideias.

Esboce ideias gerais que captam a essência da aula, tentando exemplificar os pontos.

Anote dados que possam fazer você memorizar um fato mais facilmente. Por exemplo, sobre a crise de 1929, o ponto central é a queda vertiginosa da Bolsa de Valores. Porém, ao anotar que os investidores, desesperados, se atiraram das janelas de edifícios de Wall Street, podem ajudar a gravar o drama daquele momento.

Use recursos gráficos para chamar a atenção de pontos centrais ou curiosos. Setas, bandeiras, canetas coloridas e desenhos podem ajudar a organizar suas notas e, também, ajudar a memorizá-las.

Leia mais: Fazer anotações durante a aula é uma das melhores técnicas de estudo

Resumos

A primeira coisa a se ter em mente é que o resumo é para você. É você quem tem que entender o que está escrito ali e como ele está estruturado. Logo, não é segredo que também não há regra quando o assunto é resumo para estudos. Muitas vezes, não é preciso escrever um resumo – um texto em tópicos, com anotações rápidas pode ser mais efetivo.

Logo, aqui, propomos uma técnica diferente do que muitos estudantes fazem já há anos. Quem nunca pegou um marca texto para marcar os pontos principais do texto? Aqui, a proposta é fazer o inverso: eliminar do texto o que não será necessário para uma leitura posterior.

Um texto pode conter diversas conjecturas e pontos de ligação que, em um primeiro momento, é muito importante – principalmente na questão estrutural do texto. Mas, para estudar e revisar um texto, permita-se eliminar frases longas e que não acrescentam ao conteúdo.

Portanto, não tenha medo de riscar 90% do texto, se for o caso. O que deve permanecer é o conceito principal apresentado, para que se for necessário retornar para aquele texto, você consiga se lembrar dele.

Leia mais: 4 passos para fazer um bom resumo

Matérias mais lidas

Quais são as áreas da medicina?

Clique e leia a matéria completa

Quanto ganha um cirurgião geral?

Clique e leia a matéria completa

Pílula anticoncepcional: entenda como funciona esse método contraceptivo

Clique e leia a matéria completa