O que faz um radioterapeuta?

17 de maio, 2017
3542
0

O radioterapeuta é o responsável pelo tratamento de tecidos cancerosos utilizando da radioterapia, visando à cura ou à melhora do quadro do paciente. A profissão exige que o especialista tenha uma estrutura emocional forte, já que muitas vezes o tratamento não oferece resolução completa da doença; além disso, é muito comum que os pacientes estejam em estados avançados de debilitação.

Leia também: O que é radioterapia?

Como o radioterapeuta trabalha

O profissional é fundamental em todas as etapas referentes ao tratamento do câncer utilizando-se da radiação. É ele quem faz a avaliação individualizada do caso e indica a necessidade da radioterapia. O especialista realiza o planejamento do procedimento, ao levar em conta a intensidade do estímulo, a área a ser submetida à terapia e o número de sessões. Ele também é responsável pelo monitoramento da resposta do tumor ao tratamento, definindo ajustes e mudanças na técnica aplicada para garantir uma resposta melhor do paciente.

 

Mercado de trabalho

Hoje o número de médicos que terminam a especialização em radioterapia é inferior à necessidade da população, principalmente fora dos grandes centros populacionais e econômicos. Essa deficiência de oferta garante à especialidade um nível de empregabilidade elevado.

Devido à aparelhagem necessária e à complexidade dos procedimentos, a atuação do médico fica restrita a hospitais gerais e centros especializados em oncologia. É possível que o profissional abra uma clínica particular, mas os equipamentos usados possuem em valor elevado. O especialista em radioterapia também tem a opção de seguir a carreira acadêmica, que possuí demanda de profissionais qualificados tanto no ensino quanto na pesquisa.

Rotina de trabalho

Dentro das possibilidades que o atendimento ambulatorial permite, o profissional pode ter uma rotina de trabalho que se encaixa melhor na sua vida pessoal. Como não atua em procedimentos de urgência e emergência, o médico tem uma maior flexibilidade de horários.

No dia a dia, o desgaste emocional do especialista é bastante intenso, sendo exigidos controle e suporte emocionais acentuados. Contudo, a possibilidade de reverter casos de prognósticos muito desfavoráveis representa grande fonte de gratificação.

Como se tornar um radioterapeuta

Ao terminar a graduação, o médico tem dois caminhos para se tornar especialista em radioterapia: residência médica e prova de títulos. A primeira tem a vantagem de funcionar como um passaporte direto para atuar na área escolhida. Já na segunda, além do exame, há a exigência de que o candidato comprove experiência na especialidade por determinado tempo.

Preparação para a residência em radioterapia

Embora o número de profissionais que se formam todos os anos seja insuficiente para aplacar as necessidades do Brasil, a concorrência para as vagas disponíveis para a residência médica em radioterapia é alta. Por isso, um curso preparatório para a prova é fundamental para ser aprovado no processo seletivo.

Na Medcel, você conta com um conteúdo selecionado de acordo com os temas mais prevalentes nas provas dos últimos cinco anos. Há, ainda, professores qualificados e uma metodologia de ensino que, literalmente, se adapta a cada aluno.

Conheça mais sobre a Metodologia Persona

Matérias mais lidas

Quais são as áreas da medicina?

Clique e leia a matéria completa

Pílula anticoncepcional: entenda como funciona esse método contraceptivo

Clique e leia a matéria completa

Quanto ganha um cirurgião geral?

Clique e leia a matéria completa