Doação do leite materno: 5 fatos importantes

Doação do leite materno: 5 fatos importantes

O leite materno é um dos alimento mais importante para bebês de até 2 anos. Segundo o Ministério da Saúde, o leite materno deve ser a alimentação exclusiva de recém-nascidos até seis meses e alimentação complementar até, pelo menos, os 2 anos. Rico em proteínas e nutrientes que atendem todas as necessidades de um recém-nascido, infelizmente, nem todas as mães podem amamentar seus filhos, por diversos fatores: seja por não conseguir produzir leite, seja por alguma doença que a impeça de tal. Por isso, no dia 19 de maio é constituído o Dia Mundial de Doação do Leite Humano, uma campanha para conscientizar sobre a importância desse ato.  Confira a seguir  fatos importantes sobre a doação do leite materno. Leia também: Brasil é referência em doação do leite materno.

1. Quase todas as lactantes podem doar seu leite

Basta a doadora ser saudável e não usar medicamentos proibidos durante a amamentação para que a doação seja realizada. A mulher também não pode ser portadora de doenças grave ou usuária de drogas ou bebidas alcoólicas. Vale destacar que, quanto mais se estimula, mais se produz leite, então, não faltará para o bebê da mãe.  Leia também: Medicamentos proibidos e permitidos na amamentação.

2. Existem frascos específicos para fazer a doação 

Os leites devem ser depositados em frascos de vidro com boca larga e tampa de plástico. O frasco pode ser reutilizado de algum produto, desde que tenha sido esterilizado e limpo – por isso, lembre-se de retirar os rótulos e qualquer tipo de proteção de papel que possa ter na embalagem.  

3. Não se deve guardar o leite em qualquer lugar 

O leite pode ser armazenado por um curto período de tempo. Fora da geladeira, o leite pode ser consumido em até 2 horas. Na geladeira, ele pode ficar armazenado por até 12 horas, em uma temperatura de, no máximo, 5°C. No freezer, ele pode ser armazenado por até 15 dias, com temperatura abaixo de -3°C. O leite pasteurizado em banco de leite dura 6 meses, com a temperatura ideal sendo de -10°C. 

4. O momento certo de retirar o leite para doação é depois da mamada do bebê 

É importante salientar que o momento mais oportuno para retirar o leite para armazená-lo para fazer a doação é após a mamada do bebê da lactante. É importante que ele primeiro se alimente e, depois que estiver satisfeito, a mãe faça a retirada do leite para doar. Esta retirada para doação pode ser feita a partir do nascimento do bebê.  

5. Lactantes vacinadas contra a Covid-19 podem produzir anticorpos para a doença e beneficiar outros bebês 

Uma pesquisa ressaltou que anticorpos para o novo coronavírus foram detectados em leite de mulheres que já receberam a vacina da Pfizer/BioNTech. Ainda não se sabe da eficácia desses anticorpos para, de fato, proteger os recém-nascidos, mas isso anima os cientistas que entendem que o leite materno também poderá ser fonte de anticorpos contra o vírus. Para mulheres já vacinadas, a doação do leite materno tem ainda mais importância, podendo beneficiar outros bebês.   Leia também: Aleitamento materno e os principais tópicos que caem na prova.  Quer receber as novidades do mundo da medicina e ainda se preparar para as provas de Residência Médica? Então, fique sempre ligado nas nossas redes sociais para mais artigos como este, além de dicas de provas e materiais de estudo gratuitos!  Para começar a estudar para as provas de Residência agora, clique aqui e experimente Medcel por 7 dias gratuitos. 


Conteúdos exclusivos

Tudo sobre a prova prática do Revalida

Tudo sobre a prova prática do Revalida

Faça o login para baixarBaixar

Você sabe a resposta dessa questão?

Alternativa incorreta...

Quer saber a resposta?

Faça seu login ou cadastre-se e continue a treinar seu conhecimento

Faça o seu cadastro

Cadastre-se para ter acesso a conteúdos exclusivos Medcel

Ver política de privacidade
Coach de Aprovação

Mais vistos