D

á-se o nome de Clínica Cirúrgica à especialidade que se dedica ao atendimento pré e pós-operatório de pacientes que necessitam ser submetidos a cirurgias. Desse modo, esses profissionais dedicam-se tanto ao preparo daqueles que serão encaminhados ao centro cirúrgico quanto ao recebimento dessas pessoas no pós-operatório, com objetivo de contribuir com a recuperação mais breve possível dos pacientes.

Também conhecido pelo nome de Clínica Médica e Cirúrgica, a especialidade envolve ainda o trabalho de uma equipe multidisciplinar a fim de otimizar o estado de saúde do paciente. Entre esses profissionais estão: Enfermeiros, Fisioterapeutas, Nutricionistas e Psicólogos. Há ainda um curso especial destinado a médicos veterinários.

Entre as doenças mais comuns que acometem pacientes atendidos por profissionais com essa especialidade estão:

Clínica Cirúrgica na prática: como funciona?

Uma vez que o foco do profissional que se dedica à Clínica Cirúrgica é melhorar a condição do paciente que passará por cirurgia ou está voltando dela, a interação com outros profissionais da área a fim de alcançar esse objetivo é fundamental. Além disso, outras habilidades são importantes:

  • Identificar mudanças ou alterações que possam indicar alertas no paciente que passa por procedimentos cirúrgicos ou aguarda por eles, de acordo com o diagnóstico;

  • Tranquilizar o paciente com relação aos anseios, dúvidas e questionamentos que possa apresentar durante o processo de internação, sempre demonstrando respeito;

  • Ter domínio das técnicas a serem aplicadas em prol do paciente tanto em situações de pré-operatório quanto pós-operatório;

  • Em casos em que o paciente ainda está inconsciente ou não pode se comunicar, estar alerta às condições de comunicação não-verbal ou sinais que possam indicar mudanças no quadro.

Leia também: Conheça o  programa de Residência Médica em Cirurgia Geral

Atenção ao exames pré-operatórios e aos processos pós-operatórios

A principal função dos exames pré-operatórios é identificar possíveis impeditivos ao processo cirúrgico e avaliar o risco cirúrgico geral, principalmente o risco cardiovascular. Sendo assim, normalmente são solicitados, além do ECG, radiografia de tórax, hemograma, bioquímica, coagulograma, creatinina sérica, entre outros exames.

Já no processo pós-operatório, o profissional que se dedica à Clínica Cirúrgica deverá sempre estar atento às informações gerais sobre o paciente, das quais não podem faltar, segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária:

  • Identificação e anamnese do paciente;
  • Evolução/prescrição médica;
  • Evolução/ prescrição de enfermagem;
  • Registro gráfico de sinais vitais;
  • Resultados de exames laboratoriais e outros;
  • Descrição do ato cirúrgico;
  • Descrição do ato anestésico;
  • Registro de resumo de alta.

Como funciona o processo seletivo da Clínica Cirúrgica?

O profissional que deseja realizar residência médica em Clínica Médica e Cirúrgica precisa estar atento aos editais publicados pelas diferentes instituições que oferecem a especialidade de acesso direto (com duração entre 2 e 3 anos). No entanto, de maneira geral, o processo seletivo é composto por uma prova objetiva, uma prova dissertativa, uma prova de títulos e uma etapa de entrevista.

Leia também: Residência em Clínica Médica: o que eu preciso saber?

Gostou deste artigo? Continue navegando pelo nosso blog.

Postado em
25/4/22
na categoria
R1

Mais sobre 

R1

ver tudo