U

ma das especializa√ß√Ķes da medicina que se dedica aos cuidados da mulher antes, durante e, tamb√©m, depois do per√≠odo gestacional. Para voc√™ que est√° pensando em seguir a especializa√ß√£o na √°rea de Ginecologia e Obstetr√≠cia, hoje falaremos um pouco sobre gravidez de risco e alguns cuidados que um m√©dico obstetra pode ter perante este diagn√≥stico.

Saiba mais: Residência Médica em Ginecologia e Obstetrícia.

√Č importante come√ßar falando que toda gravidez pode apresentar riscos. Por conta disso, qualquer sinal de que algo pode estar errado com a m√£e ou com o beb√™, a gravidez ser√° classificada como de alto risco.

Caso tudo esteja aparentemente normal, a classifica√ß√£o recebida √© de risco habitual. A classifica√ß√£o de alto risco pode vir por conta de v√°rios fatores ‚Äď independentemente do tamanho da gravidade ‚Äď e pode ocasionar parto prematuro, interrup√ß√£o da gesta√ß√£o, complica√ß√Ķes para a m√£e ou complica√ß√Ķes para o beb√™.

‚Äć

Causas

De forma resumida, os riscos na gravidez podem ocorrer por tr√™s condi√ß√Ķes gerais: doen√ßas cr√īnicas anteriores √† gesta√ß√£o; gesta√ß√£o anterior classificada como de alto risco e condi√ß√£o ou doen√ßa que possa oferecer algum risco √† m√£e ou ao beb√™ identificada durante a gesta√ß√£o.

Leia tamb√©m:¬†Parto e COVID-19: confira as novas orienta√ß√Ķes para gestores

‚Äć

O que fazer?

No primeiro caso, as doen√ßas pr√©vias, ou identificadas durante a gravidez, podem ser v√°rias, como Hepatite, HIV, diabetes, l√ļpus, dentre v√°rias outras. Nestes casos, o m√©dico obstetra deve acompanhar o tratamento da doen√ßa prim√°ria e se informar sobre toda e qualquer medica√ß√£o para melhor adequa√ß√£o do pr√©-natal.

Caso a mãe se enquadre na condição em que já ocorreu uma gravidez de alto risco, o médico obstetra deve saber todo o histórico da paciente na gravidez anterior.

Agora, se a identificação da doença for durante a gravidez, é necessário encaminhá-la ao especialista responsável e acompanhar todo o processo de tratamento.

‚Äć

O parto

Existe um mito de que gravidez de alto risco, necessariamente, terminará em cesariana. Porém, quando o pré-natal é feito corretamente, controlando os fatores de risco, é perfeitamente possível que a mãe tenha um parto natural, caso deseje desta forma.

Leia tamb√©m: Parto normal fortalece a sa√ļde do beb√™ e tem melhor recupera√ß√£o.

Está pensando em seguir na área de Ginecologia e Obstetrícia? Conheça nossos cursos e venha fazer parte do time Medcel!

‚Äć

Postado em
2/10/19
na categoria
R1

Mais sobre 

R1

ver tudo