Puberdade atrasada: o que cai na prova de Residência Médica

Puberdade atrasada: o que cai na prova de Residência Médica

por André Massarotti

A puberdade é um tema muito importante dentro da Pediatria e com bastante incidência nas provas de Residência Médica. A puberdade é subdivida em puberdade atrasada, puberdade precoce e puberdade normal. Por ser um tema abrangente e que gera muitas dúvidas, convidamos a professora e pediatra, Sabrina Gois, para uma edição especial do Medcel Talks, uma live que acontece no Instagram da Medcel. Você também pode se aprofundar neste assunto clicando aqui e fazendo o download do e-book sobre Puberdade.  Leia também: Por que ter um Título de Especialista em Pediatria?   Agora vem com a gente aprender um pouco mais sobre puberdade atrasada, Síndrome de Turner e Síndrome de Klinefelter

Puberdade Atrasada 

Em primeiro lugar, puberdade atrasada, ou tardia, é a ausência de maturação sexual no tempo esperado. É quando não temos um desenvolvimento dos caracteres sexuais depois dos 13 anos, no caso  das meninas, e depois dos 14 anos, no caso dos meninos. A principal causa da puberdade atrasada é o atraso ou retardo constitucional do crescimento. No caso dos meninos, os pais devem procurar ajuda médica quando percebem que o tamanho do pênis não está normal. Essa situação, inclusive, costuma ser recorrente em pacientes obesos. Vale destacar que muitas vezes o garoto não tem o pênis pequeno, mas sim um acúmulo da gordura na região que faz parecer que é pequeno, como se fosse “embutido”.  Como dito anteriormente, o atraso constitucional do crescimento é a principal causa da puberdade tardia, mas existem outras causas relacionadas ao hipogonadismos.  Outras causas da puberdade atrasada são doenças genéticas, Síndrome de Turner nas meninas e Síndrome de Klinefelter nos meninos, que também levam a um hipogonadismo hipergonadotrófico.  

Síndrome de Turner 

As meninas nascem com um dos dois cromossomos X parciais ou completamente ausentes (cariótipo mais comum 45X0). O diagnóstico baseia-se em dados clínicos e confirmado pelo cariótipo. O tratamento depende das manifestações e pode incluir cirurgia para correção de anomalias cardíacas, uso do hormônio de crescimento para tratar a baixa estatura e reposição estrogênica para a ausência dos sinais puberais.  

Síndrome de Klinefelter 

Presença de dois ou mais cromossomos X mais um Y, resultando em fenótipo masculino. Temos então o 47,XXY, o cariótipo também mais comum e tem-se uma diminuição das gônadas, vai ter uma microquidia, um micropênis, a puberdade estará atrasada, geralmente são meninos bem altos e nesses casos, temos uma ginecomastia associada.   Saiba mais: Puberdade tardia não tratada pode desencadear osteoporose e depressão.

Como posso me aprofundar mais em Puberdade?

Saiba mais sobre puberdade atrasada, puberdade precoce e normal realizando o download do nosso E-book. Outra forma de estudar mais sobre o assunto e saber o que, de fato, cai na prova é experimentando a plataforma de estudos da Medcel por 7 dias gratuitos.


Conteúdos exclusivos

TPP - Treinamento para prova prática: Revalide o seu diploma de Medicina no Brasil

TPP - Treinamento para prova prática: Revalide o seu diploma de Medicina no Brasil

Faça o login para baixarBaixar

Você sabe a resposta dessa questão?

Alternativa incorreta...

Quer saber a resposta?

Faça seu login ou cadastre-se e continue a treinar seu conhecimento

Faça o seu cadastro

Cadastre-se para ter acesso a conteúdos exclusivos Medcel

Ver política de privacidade
Coach de Aprovação

Mais vistos