A

Residência Médica no Sistema Único de Saúde do Estado de São Paulo (SUS-SP) é um dos concursos médicos mais concorridos do Brasil. E tudo isso tem um motivo, viu? O SUS-SP comporta cerca de 50 instituições em todo o estado de São Paulo. Isso resulta em um número substancial de pacientes, exames e cirurgias, ou seja, uma grande experiência para quem quer se tornar o melhor profissional que se pode ser!

Baixe agora: Guia estatístico da prova de Residência Médica do SUS-SP

Residência Médica SUS-SP

Ao todo, são mais de 13 mil candidatos disputando as quase 800 vagas disponibilizadas para Residência Médica no SUS-SP. Estas vagas estão distribuídas entre as instituições que fazem parte do SUS do estado de São Paulo. São elas:

  • Centro de Atenção Integrada em Saúde Mental “Franco da Rocha – Juquery”;
  • Centro de Atenção Integrada em Saúde Mental “Philippe Pinel”;
  • Centro de Medicina de Reabilitação Lucy Montoro em São José dos Campos;
  • Centro de Referência de Saúde da Mulher – Hospital Pérola Byington
  • Centro Universitário São Camilo – Pedreira-OSS;
  • Complexo Hospitalar Padre Bento (Guarulhos);
  • Conjunto Hospitalar de Sorocaba;
  • Conjunto Hospitalar do Mandaqui;
  • Faculdade de Medicina de Jundiaí;
  • Faculdades Integradas Padre Albino-FIPA-Catanduva;
  • Fundação Antônio Prudente – Hospital A.C. Camargo;
  • Fundação para o Desenvolvimento Médico e Hospitalar – FAMESP/BAURU;
  • Fundação Pio XII – Hospital do Câncer de Barretos;
  • Fundação Santa Casa de Misericórdia de Franca;
  • Hosp. Geral de Carapicuíba;
  • Hospital Amaral de Carvalho (Jaú);
  • Hospital Augusto de Oliveira Camargo – Indaiatuba;
  • Hospital das Clínicas Luzia de Pinho Melo – Mogi das Cruzes;
  • Hospital de Ensino Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Fernandópolis;
  • Hospital de Reabilitação de Anomalias Crânio-faciais – USP (Centrinho de Bauru);
  • Hospital de Transplantes “Dr. Euryclides de Jesus Zerbini” – Hospital Brigadeiro;
  • Hospital do Coração – Hcor – Associação do Sanatório Sírio;
  • Hospital do Pari (Associação Nossa Senhora do Pari);
  • Hospital Estadual de Franco da Rocha;
  • Hospital Estadual de Sapopemba-SECONCI;
  • Hospital Estadual de Vila Alpina-SECONCI
  • Hospital Geral de Itapevi;
  • Hospital Geral de Vila Penteado;
  • Hospital Guilherme Álvaro (Santos);
  • Hospital Infantil Cândido Fontoura;
  • Hospital Municipal Antônio Giglio (Osasco);
  • Hospital Regional de Cotia-SECONCI;
  • Hospital Regional de Presidente Prudente – Associação Lar São Francisco de Assis na Providência de Deus;
  • Hospital Regional Jorge Rossmann – Instituto Sócrates Guanaes – Itanhaém;
  • Hospital Regional Sul;
  • Hospital Santa Marcelina;
  • Instituto Américo Bairral de Psiquiatria;
  • Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia;
  • Instituto de Infectologia Emílio Ribas;
  • Instituto do Câncer Dr. Arnaldo Vieira de Carvalho – IAVC;
  • Instituto Lauro de Souza Lima (Bauru);
  • Instituto Paulista de Estudos e Pesquisas em Oftalmologia – IPEPO;
  • Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Santos;
  • Real Benemérita Associação Portuguesa de Beneficência – Hospital São Joaquim;
  • Unidade de Gestão Assistencial I – Hospital Heliópolis;
  • Unidade de Gestão Assistencial II – Hospital Ipiranga;
  • Unidade de Gestão Assistencial III- Hospital Infantil Darcy Vargas;
  • Unidade de Gestão Assistencial IV – Hospital e Maternidade Leonor Mendes de Barros; e
  • Universidade de Medicina de Santo Amaro – UNISA

5 passos para a sua aprovação

Pronto para começar a sua rotina de estudos? Veja a seguir algumas dicas para se organizar e conquistar a sua vaga na Residência Médica do SUS-SP.

1. Conheça o processo de seleção

O processo de seleção do SUS-SP é simplificado em termos de etapas para aprovação. O único critério adotado é a nota em uma prova teórica. Para o acesso direto, são 100 questões em uma prova de até 5 horas. Para as vagas de pré-requisito (R3), são 50 questões com duração máxima de 3 horas.

Neurocirurgia é a especialidade com a maior quantidade de candidatos por vaga (40 estudantes para cada uma delas). Dermatologia, ortopedia, otorrinolaringologia, psiquiatria e cirurgia plástica também são especialmente disputadas.

2. Priorize os temas mais importantes

Muitos processos de seleção para a Residência Médica incluem também provas práticas, entrevistas e avaliação de currículo, mas não é o caso do SUS-SP. Isso faz com que a nota da prova teórica seja ainda mais importante, já que é nela que reside, totalmente, a aprovação ou desclassificação dos candidatos. Dessa forma, você precisa estudar de forma estratégica.

Isso é possível através de um levantamento estatístico sobre as áreas mais abordadas nos últimos anos dentro das categorias obrigatórias: Cirurgia Geral, Ginecologia e Obstetrícia, Clínica Médica, Saúde Coletiva e Pediatria. Com o nosso Guia estatístico gratuito para as provas de Residência Médica do SUS-SP você estuda as questões mais prováveis de caírem e deixa em segundo plano os pontos que não são abordados comumente.

3. Defina um método de estudos

Existem diversos métodos de estudo para te auxiliar a internalizar a matéria necessária. “Estudo ativo” e “Pomodoro” são alguns deles. Você vai precisar testá-los para ver qual combina mais com o seu ritmo e as suas necessidades. Além disso, existem algumas dicas básicas que sempre se fazem necessárias. Você, como estudante de medicina, certamente sabe disso, mas não custa recordar:

  • Faça cronogramas e planejamento dos estudos
  • Tenha horários definidos ou pelo menos uma carga horária mínima a ser atingida por dia
  • Estabeleça metas possíveis e compatíveis com a sua realidade e rotina
  • Não se esqueça de descansar e cuidar da sua saúde mental: este tempo também é valioso.

Leia também: 6 dicas para estudar nas horas vagas para o R1

4. Faça revisões constantes

Tenha um caderno de revisões para que você possa voltar sempre ao conteúdo e mantê-lo fresco em sua mente. Essa técnica ajuda a fixar as informações, porque o seu cérebro terá

contato com elas de forma recorrente. Você, é claro, precisa ser conciso e objetivo nessas anotações, mas não deixe de fazê-las e incluir a releitura dentro do seu cronograma.

Assista agora: Matarona de questões comentadas das últimas provas do SUS-SP

5. Faça provas e simulados

É fundamental que você acesse as provas anteriores e se teste em cima dessas questões. Na Medcel, além do acesso a um amplo banco de questões, você conta também com professores especializados para atender às suas necessidades na sua jornada pela aprovação, aulas ao vivo, textos e podcasts, conteúdo offline e dados relativos à sua performance para que você acompanhe a evolução da sua trajetória!

Clique aqui e comece a estudar com a Medcel gratuitamente!

Postado em
26/1/22
na categoria
R1

Mais sobre 

R1

ver tudo