V

ocê já parou para contar quantas vezes, durante o seu período de estudos para concursos médicos, você foi dar “só uma olhadinha” nas notificações do celular, e se perdeu por ali? Ou quantas vezes você se rendeu ao cansaço e foi tirar um cochilo que durou horas?

Essas situações são clássicas dos procrastinadores, e isso é muito mais comum do que você imagina!

Em nosso dia a dia muitas vezes temos hábitos que contribuem para que não consigamos alcançar o máximo de nossa produtividade e rendimento, e que requer uma postura mais rígida e disciplinada para que seja possível sair desse ciclo vicioso.

É fácil? Nem sempre. Mas existem alguns truques, que ao virarem hábitos, te ajudarão (e muito) a lutar contra esse inimigo dos estudos: a procrastinação.

O que é procrastinar?

Procrastinar é o ato de deixar para depois a realização de alguma tarefa, ou para bom entendedor, é o nosso famoso hábito de enrolar ou “empurrar com a barriga”.

Sabe aqueles momentos em que você sabe o que precisa ser feito, tem um prazo a cumprir, a pilha de conteúdos do edital da Residência Médica está acumulando, mas você está sem motivação para começar e vai deixando o tempo passar? Isso é a procrastinação agindo.

Quanto mais deixarmos isso se tornar um hábito, mais difícil será retomar as rédeas da nossa disciplina.

É muito comum, por exemplo, confundir a procrastinação com um período de descanso. Ocorre que no momento em que estamos procrastinando algo, aquele momento se torna um período de ócio improdutivo.

E mais, ela acaba por aumentar a nossa frustração e ansiedade, pois vemos as tarefas se acumularem, prazos estabelecidos vencerem, e por darmos a situação como perdida, ficamos presos àquela sensação procrastinadora.

Leia também: Como criar metas de estudo e ser aprovado em concursos médicos

E como eu fujo disso?

Não fazendo o que não precisa ser feito! Isso mesmo, deixando de fazer aquelas coisas que naquele momento não cabem, e não são necessárias. Com isso, você converte o seu tempo para algo realmente produtivo.

E agora você deve estar se perguntando se terá que abrir mão de todas as coisas que te dão prazer ou de seus momentos de lazer. Não! Mas tudo precisa ter o momento certo.

Para te ajudar a parar de procrastinar e mudar seus hábitos, preparamos uma not-to-do list, isto é, uma lista de coisas para não fazer.

Prepare a caneta, o post it, e deixe essas dicas ao alcance dos seus olhos para você não se esquecer:

1. Depender do seu humor para realizar suas tarefas

É muito comum deixarmos uma tarefa para depois por não estarmos “com humor” para cumpri-la, mas isso é uma armadilha muito perigosa para a qualidade do seu tempo de estudo para os concursos médicos.

Quando você passa a colocar como desculpa de seus atrasos as suas questões emocionais, você está buscando justificativas para lidar com suas questões internas.

Normalmente esse tipo de reação reflete sensações de frustração, medo de decepcionar as pessoas, queda de autoestima ou medo de não alcançar o seu objetivo.

O ponto chave desta questão é, quando você se debruça nas justificativas emocionais, você paralisa a sua motivação para estudar, e passa a considerar todas as outras atividades como mais interessantes ou importantes naquele momento, como uma compensação para seu momento de dificuldade.

2. Ficar checando as notificações de seu celular a todo momento

O celular tem sido um dos maiores fatores de distração dos estudantes. Com ele, você tem acesso a infinitas possibilidades na palma da mão, e uma simples checada nas notificações, pode te levar a um caminho sem volta.

Estudar para as provas de Residência Médica ou Revalidação de Diploma requer foco, e você precisa eliminar tudo aquilo que possa interferir na sua concentração. Evite ficar acessando o seu celular durante o momento de estudo, deixe isso para os horários de descanso e lazer.

Inclusive, se você é uma pessoa ansiosa, o ideal é deixar o celular bem longe de você, para que não se sinta tentado a olhar a tela do telefone a cada 5 minutos.

E se for urgente? Provavelmente irão te ligar.

Então, configure o seu aparelho para não aparecerem notificações, ou deixe o celular distante. Você irá perceber que o seu tempo de estudo renderá muito mais.

3. Tirar sonecas sem necessidade ao longo do dia

Quem não gosta de uma soneca pós almoço? Ou depois do trabalho? Afinal, um cochilo só não faz mal, né?

Mas acredite, para a sua rotina, ele pode fazer mal sim!

Uma das coisas que os procrastinadores adoram fazer é arrumar desculpas para tudo, e alegar sono e cansaço é algo que fazem com frequência.

Sabemos que quando o cansaço, verdadeiro, bate, é impossível se concentrar para a prova de Residência Médica, e se faz sim necessário tirar um momento de descanso. Mas você precisa ser honesto consigo mesmo e se questionar se está realmente cansado ou é somente a preguiça falando mais alto.

Na maioria das vezes, uma xícara de café e uma água gelada no rosto é mais do que suficiente para te levar de volta para as suas tarefas.

Leia também: 6 dicas para estudar nas horas vagas para o R1

4. Se repreender ao procrastinar

Procrastinar é algo que vai atrapalhar muito a sua vida, mas se punir por fazer isso poderá agravar ainda mais a situação.

Não estamos falando aqui que é preciso normalizar a procrastinação ou olhar para essa questão como se ela não fizesse mal. O fato é que sentimentos negativos e punitivos reforçam a ideia de que a pessoa não dará conta de cumprir o que precisa ser feito, e fará o que? Deixará para depois, de novo.

Vamos mudar a estratégia? Ao invés de se sentir culpado quando perceber que você está procrastinando, negocie consigo mesmo recompensas.

Estabeleça prazos claros, e se você cumprir a tarefa dentro do tempo, você poderá, por exemplo, sair para tomar um sorvete - ou fazer algo que goste muito.

Mas não vale burlar a regra, hein? Recompensa antecipada não vale.

5. Não seguir um cronograma

Deixe um procrastinador livre, sem metas definidas, e você o verá empurrando as suas tarefas com muita habilidade e criatividade nas desculpas.

Já falamos por aqui algumas vezes o quanto o cronograma é uma ferramenta fundamental para todos os estudantes, e para os procrastinadores ele é ainda mais necessário.

Defina seu cronograma com muita clareza, factível com a sua realidade de vida, e o deixe em fácil alcance, para que você possa se concentrar sempre nas tarefas que precisam ser feitas.

Mas e se você estiver desmotivado a ponto de não ter vontade, ou de não saber por onde começar a montar o seu cronograma? Utilize os recursos que facilitam a sua dinâmica de estudos.

A Medcel sabe que cada pessoa tem as suas particularidades e a sua própria forma de aprender. É por isso que os alunos da Medcel contam com o Orientador de Estudo, isto é, o suporte de uma pessoa especialista em concursos médicos. Com o Orientador de Estudos, você monta um cronograma voltado para as suas necessidades, acompanha a sua performance e tira as suas dúvidas com os professores.

Agora chegou a hora de colocar a nossa not-to-do list em prática e parar de deixar para amanhã o que vai te trazer benefícios hoje!

Acesse já o nosso site e experimente nossos cursos de Residência Médica e Revalidação de Diploma por 7 dias gratuitos.

Postado em
1/2/22
na categoria
R1

Mais sobre 

R1

ver tudo