A

prova prática de Residência Médica, geralmente, é uma exigência de hospitais universitários ou hospitais-escola. Os hospitais da rede SUS (Sistema Único de Saúde) e SES (Secretarias Estaduais de Saúde) não realizam esta etapa e possuem apenas uma prova objetiva com questões de múltipla escolha.

Leia também: Quais são os desafios da Prova de Residência Médica?

Sobre a Residência Médica e a prova prática

A Residência Médica é uma modalidade de pós-graduação, em que o médico residente terá a oportunidade de vivenciar a área escolhida, sob a supervisão de médicos especialistas altamente capacitados.  

O programa tem abrangência em todo o Brasil e é responsabilidade do MEC (Ministério da Educação), sendo que seu regimento é determinado pela CNRM (Comissão Nacional de Residência Médica).  O candidato à Residência Médica precisa obrigatoriamente fazer a prova escrita, para provar seus conhecimentos teóricos, mas dependendo da instituição escolhida, pode ser necessário outras etapas, como uma  entrevista, análise de currículo e a prova prática.

Leia também: Como funciona a prova prática de Residência Médica?

Quais instituições exigem a prova prática de Residência Médica?

O CNRM instaurou a inclusão da prova prática de Residência Médica nos processos seletivos, por meio da Resolução 008/04, em 2004. Mas ela não é obrigatória, ficando a critério da própria instituição a inclusão ou não no edital. Hospitais como USP - São Paulo, USP - Ribeirão Preto, Unifesp, Unesp, Hospital Sírio-Libanês, Unicamp e Santa Casa de São Paulo são alguns dos que exigem a prova prática para acesso à Residência Médica.

Por outro lado, os hospitais do SUS e SES só possuem uma única etapa: a prova objetiva.

Onde fazer Residência Médica?

O programa de Residência Médica abrange todo o Brasil e permite que médicos generalistas se especializem nos quatro cantos do país. Mas com tantas opções, os candidatos, muitas vezes, ficam em dúvida sobre qual instituição escolher. E não é porque o concurso tem prova prática que o candidato deve desistir de tentar. Existem outros fatores para serem avaliados no processo de escolha.

Leia também: Como escolher a instituição de Residência Médica?

Como escolher a Residência Médica

Antes de se sentir pressionado pela prova prática, o candidato deve levar em consideração os seguintes aspectos:  

  • Carga teórica e prática do programa de Residência Médica escolhido.
  • A localização, tendo em vista que nem todos estão dispostos a mudar de cidade e começar uma nova vida, em outro lugar, longe da família.
  • A estrutura do hospital. Se existem condições favoráveis para o aprendizado.  
  • O volume de casos que chegam diariamente no hospital. Por exemplo, as instituições públicas são ótimas para quem quer acumular experiência em casos bem diversos.  
  • O seu perfil de aluno e objetivos de vida profissional e pessoal, são compatíveis com a rotina e exigências daquela especialidade?  

Quer se preparar e ser aprovado na prova prática Residência Médica? Acesse nosso site garanta já a sua vaga!

Postado em
23/9/21
na categoria
R1

Mais sobre 

R1

ver tudo